União Europeia e Commonwealth retiram observadores das eleições do Quênia

Chefe da Missão de Observação da União Europeia, Marietje Schaake

A União Europeia e a Commonwealth retiraram seus observadores das eleições do Quênia alegando questões críticas de segurança de seus observadores.

Em declaração conjunta, as duas missões internacionais de observação indicaram a existência de ameaças contra o seu pessoal no campo, uma vez que um significativo número de quenianos está contra as eleições e o principal adversário do presidente Uhuru, Raila Odinga, retirou-se da corrida.


No entanto, a UE irá manter um numero reduzido de observadores que irão monitorar aspectos principais das eleições.

Deixar um comentário