O Brexil poderá levar mais tempo do que o esperado

Brexit | União Europeia | Reino Unido

O presidente da Comissão Europeia, Jean-Claude Juncker, e o negociador da União Europeia, Michel Barnier, afirmaram no dia 3 de Outubro que ainda se está longe de alcançar um acordo efectivo para consumar o Brexit.

Em discórdia estão os direitos de três milhões de cidadãos europeus instalados no Reino Unido e o papel do Tribunal de Justiça da UE, a questão da Irlanda e da província britânica da Irlanda do Norte, sobretudo quanto à sua fronteira comum que terá de ser restabelecida, e aquilo que o Reino Unido terá de pagar à União Europeia pela suas obrigações financeiras, que Bruxelas avalia entre 60 e 10 mil milhões de euros, um valor rejeitado por Londres.

Jean-Claude Juncker reconheceu que foram realizados “bons progressos a nível dos direitos dos cidadãos”, mas ressalvou que “o indispensável papel do Tribunal de Justiça da UE para garantir esses direitos ainda tem que ser acordado”. O desacordo sobre a compensação financeira está ser o grande obstáculo nas negociações.

 

Deixar um comentário