Presidente da Zâmbia avisa que haverá “caos” se for impedido de concorrer às eleições

O Presidente da Zâmbia, Edgar Lungu, advertiu os juízes do Tribunal Constitucional para não o impedirem de concorrer a um novo mandato.

Lungu disse, perante os seus apoiantes num comício popular na passada quinta-feira que os juízes poderiam mergulhar o país caos tomassem decisões “aventureiras”.

A oposição alega que Lungu não tem direito a concorrer a um novo mandato nas eleições de 2021 por ter cumprido o limite máximo de três mandatos conforme estabelecido na constituição.

Por seu turno, o Presidente afirmou que o primeiro mandato não conta, uma vez que chegou ao poder por via da morte do seu antecessor.

Lungu apelou aos juízes a não seguirem o exemplo do Tribunal Supremo do Quênia, que anulou o resultado das eleições presidencial de agosto.

O Tribunal Constitucional irá se reunir para analisar este caso no dia 16 de Novembro.

Reuters

Deixar uma resposta