Papa Francisco visita Birmânia em plena crise com os rohingya

Freiras católicas passam por cartaz com o rosto do Papa Francisco em Rangum | REUTERS/Jorge Silva

O Papa Francisco inicia hoje (27) a primeira deslocação de sempre de um chefe da Igreja Católica à Birmânia, país de larga maioria budista, onde os cristãos constituem uma comunitária minoritária em paralelo com os muçulmanos, sendo parte destes últimos.

Os rohingya estão concentrados no estado de Rakhine, alvo de perseguição pelas autoridades do país e por radicais budistas. Além da Birmânia, onde celebrará duas missas, o Papa visita em seguida o Bangladesh, país maioritariamente muçulmano, onde dirá apenas uma missa.

Deixar uma resposta