Macron diverge com Trump na ONU

PARIS, FRANCE – JULY 13: French President Emmanuel Macron welcomes US President Donald Trump (Photo by Thierry Chesnot/Getty Images)

Quando Donald Trump usou o palco da Assembleia-geral das Nações Unidas fez o seu ataque mais directo ao regime norte-coreano ao ameaçar “destruir totalmente” a Coreia do Norte a menos que Pyongyang suspenda os seus testes nucleares, dizendo que Kim Jong-un é um “rocket man” (homem-foguetão) numa missão suicida.

Minutos depois subia ao palco Emmanuel Macron, num discurso que foi apelidado pelo jornal francês Le Monde de “anti-Trump”. Um desses pontos de antagonismo foi o Acordo de Paris para as alterações climáticas, assinado por 195 países em dezembro de 2015 e abandonado pelos Estados Unidos em Junho, com o presidente francês a garantir que o texto “não será renegociado”.

Macron sublinhou “respeitar a decisão dos Estados Unidos”, dizendo que “a porta estará sempre aberta, mas nós continuaremos com todos os governos a implementar o Acordo de Paris”.

Negociações sobre a Coreia do Norte é algo que Macron não rejeita. “Não fecharemos a porta a qualquer espécie de diálogo.”

Deixar uma resposta