Guiné-Bissau com sexto Primeiro-Ministro no espaço de dois anos

Foi ontem (31 de Janeiro) empossado o sexto primeiro-ministro da Guiné-Bissau desde 2015, Augusto Artur Silva, dado revelador da profunda crise política que se vive neste país da África Ocidental, devido a profundas divergências entre o presidente José Mário Vaz e a maioria dos partidos no Parlamento.

Em Agosto de 2015, Vaz demitiu o governo do PAIGC, chefiado por Domingos Simões Pereira e que vencera as legislativas do ano anterior, substituindo-o por sucessivos executivos de iniciativa presidencial, que tiveram sempre trajetória atribulada.

O ex-primeiro-ministro, Umaro Sissoko Embalo, esteve em funções um ano e apresentara a demissão há duas semanas. A tomada de posse de Artur Silva – que também é membro do PAIGC tem como missão formar um governo de unidade para organizar eleições no espaço de 90 dias.

Deixar um comentário