Forças sírias apoiadas pela coligação americana recuperam Raqa

Tropas do Exército Árabe Sírio celebram conquista de uma terra (foto de arquivo)Créditos / Sana

Após meses de confrontos, as Forças Democráticas da Síria (FDS), uma aliança encabeçada por milícias curdas e apoiada pelos Estados Unidos, libertaram nesta terça-feira (17/10) a cidade de Raqa, antigo bastião do grupo jihadista “Estado Islâmico” (EI), no noroeste da Síria. A cidade era a capital autoproclamada do grupo extremista.

A informação sobre a libertação foi divulgada pelo porta-voz das FDS, Talal Silo, que disse que a aliança assumiu o controlo total sobre a província de Raqa. Segundo Silo, as operações militares terminaram dentro da cidade, e as FDS agora vasculham a cidade em busca dos últimos jihadistas e artefatos explosivos, como minas terrestres.

Em junho, as FDS haviam iniciado uma ofensiva para expulsar o EI de Raqa. Com a queda da cidade síria, que os islamistas haviam conquistado em 2014, a milícia terrorista perdeu seu segundo mais importante bastião na área, depois de ter sido expulso também da cidade de Mossul, no norte do Iraque.

Fonte: DW Português

Deixar uma resposta