Exército Sírio conquista último bastião de extremistas no centro do país

Imagem AFP

De acordo com o Observatório Sírio dos Direitos Humanos (OSDH), as forças governamentais tomaram Al-Sukhna na sequência de intensos combates de artilharia e bombardeamentos aéreos russos, aliados de Damasco.

Al-Sukhna, a 70 quilómetros a nordeste da antiga cidade de Palmira, é a última localidade na estrada para Deir Ezzor, no leste da Síria, onde as governamentais estão cercadas desde janeiro de 2015.

Desde maio que o exército sírio realiza, com o apoio da Rússia, uma campanha militar de envergadura para reconquistar o vasto deserto que separa a capital, Damasco, de Deir Ezzor e outras cidades no vale do Eufrates.

Após a reconquista de Mossul, no Iraque, o Estado Islâmico (EI) está sob ataque do exército sírio em várias frentes.

Cerca de metade de Raqa, bastião do EI no norte da Síria, encontra-se agora sob controlo das forças democráticas sírias, que integram combatentes árabes e curdos apoiados pelos Estados Unidos.

DN

Deixar uma resposta