EUA abandonam pacto mundial da ONU sobre refugiados

Nillie Hale, Embaixadora dos Estados Unidos de América nas Nações Unidas

O Presidente Donald Trump decidiu retirar os Estados Unidos do pacto da ONU que visa melhorar a gestão internacional de imigrantes e refugiados, considerando-o “incompatível” com a sua política, anunciou no sábado (02) a missão norte-americana na ONU.

Em Setembro de 2016, os 193 membros da Assembleia Geral da ONU adoptaram com unanimidade a chamada “Declaração de Nova Iorque” para os refugiados e migrantes, que visa melhorar a gestão internacional (acolhimento, apoio no regresso, etc.) dos movimentos de refugiados e imigrantes.

Com base nesta declaração, o alto comissariado para os refugiados foi mandatado para propor um pacto mundial sobre migrantes e refugiados no seu relatório anual à Assembleia Geral em 2018. Este pacto deve assentar sobre dois eixos: definição de um quadro de respostas a serem dadas e um programa de acção.

Desde que Trump assumiu o poder (20 de Janeiro de 2017), já retirou os EUA  do ”Acordo de Paris” e do seu envolvimento como membro da UNESCO.

Deixar uma resposta