Coreia do Norte contorna sanções através de negócios com Moçambique

GRANT NEUENBURG

Uma reportagem produzida pela cadeia de televisão norte-americana – CNN revela que a Coreia do Norte tem violado as sanções da Organização das Nações Unidas (ONU) através de negócios com Moçambique. A investigação faz menção à existência de empresas de fachada, cooperação militar e treino de forças de elite entre a Coreia do Norte e Moçambique.

Segundo um relatório da ONU, que está a ser citado desde sexta-feira (02.02) à noite por várias agências, a Coreia do Norte conseguiu mesmo gerar cerca de 200 milhões de dólares em 2017 (cerca de 160 milhões de euros), com a exportação de produtos banidos pelas sanções da ONU – impostas por causa do programa nuclear do país de Kim Jong-un.

A reportagem refere ainda a existência de dois barcos enferrujados no Porto de Pesca de Maputo, o Susan 1 e o Susan 2, “que não são navios de pesca comuns”. De acordo com a CNN, as tripulações são norte-coreanas e estão a violar sanções da ONU e dos Estados Unidos da América. Além da cooperação militar referida, a pesca ilícita é outra das formas de cooperação entre os dois países que violam as sanções, segundo a televisão norte-americana.

 

 

 

Deixar um comentário