Atentado na Somália faz mais de 230 mortos e 270 feridos

Forças de Segurança resgatam um ferido em ata que em Mogadíscio, Somália (Foto: Reuters/Feisal Omar)

Os atentados de sábado (14) em Mogadíscio, capital da Somália são os mais sangrentos registados no país desde o começo da década. Até a noite de domingo (15), no horário local, foram encontrados mais de 230 mortos e 270 feridos.

Um camião-bomba explodiu perto do Hotel Safari, em uma área movimentada de Mogadício, próxima a edifícios do governo. O edifício, de oito andares, foi reduzido a escombros. Prédios vizinhos e carros também foram destruídos. Horas depois, uma segunda explosão foi registrada no bairro de Medina.

Segundo a Agência Efe, a imprensa local e analistas creem que o grupo jihadista Al Shabab, ligado à Al-Qaeda, está por trás do atentado. O presidente da Somália, Mohamed Abdullahi Mohamed, decretou três dias de luto nacional. De acordo com a imprensa somali, a maioria dos mortos eram civis, principalmente vendedores ambulantes.

Deixar uma resposta