Atentado em Cabul mata pelo menos 100 pessoas e deixa 235 feridos

Foto: Reuters

Uma explosão de um carro armadilhado matou mais de 100 pessoas, no último sábado (27.01), na cidade afegã de Cabul. O ataque foi reivindicado pelo movimento islâmico extremista Talibã.

O ministro do Interior do Afeganistão, Wais Barmak, disse que o número de vítimas da vítima aumentou para pelo menos 103 mortos e 235 feridos no atentado em Cabul, no Afeganistão, na sequência de uma “grande explosão” causada por um homem que dirigia uma ambulância armadilhada numa das ruas mais movimentadas da cidade

Autoridades de segurança alertaram sobre possíveis ataques adicionais.

Os talibãs referiram que seu ataque era uma mensagem para o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, que no ano passado enviou mais tropas americanas para o Afeganistão e ordenou um aumento de ataques aéreos e outra assistência às forças afegãs.

A forte explosão, que foi sentida pela cidade e deixou uma área coberta de fumo e pó, ocorreu uma semana depois de extremistas talibãs terem invadido um hotel de luxo em Cabul, matando mais de 20 pessoas.

O responsável dos serviços de informações, Masoom Stanekzai, avançou que foram detidas quatro pessoas relacionadas com a explosão de sábado, e cinco pessoas por suspeita de estarem envolvidas no ataque ao Intercontinental Hotel.

Fonte: Reuters

Deixar um comentário